Siga-nos nas Redes Sociais


ESPORTES

México vence Arábia Saudita, mas amarga eliminação na fase de grupos

Vitória por 2 x 1 não foi o suficiente para reverter a desvantagem no saldo de gols para a vice-líder Polônia. Essa é a primeira eliminação mexicana na fase de grupos em 44 anos

Publicado

dia:

O México jogou como nunca nesta edição da Copa do Mundo Qatar-2022, mas caiu na fase de grupos. Mesmo com a vitória por 2 x 1 sobre a Arábia Saudita no Estádio Icônico de Lusail, os aztecas se despediram mais cedo do que estavam acostumados nas últimas edições do torneio mais importante do planeta bola.

Os gols marcados por Luís Chávez e Henry Martín não foram o suficiente para reverter a desvantagem no saldo de gols em relação à vice-líder Polônia. Os mexicanos voltam para casa com a terceira colocação do Grupo C, atrás dos argentinos e polacos, com uma vitória, um empate e uma derrota na caderneta.

A eliminação na fase de grupos é o maior “vexame” do em 44 anos. Desde a edição de 1978, na Argentina, o país não era eliminado na classificatória. De 1986 para cá, foi presença constante nas oitavas de final.

O espírito aguerrido da seleção azteca ficou evidente no primeiro tempo. Os mexicanos entraram em campo ocupando a lanterna do Grupo C e somente a vitória interessava para seguirem na disputa no Catar.

Um minuto foi o suficiente para os latinos mostrarem que não estavam para brincadeira. Luís Chaves recebeu de fora da área e chutou rasteiro, mas para fora. No minuto seguinte, Vega recebeu em profundidade, invadiu a área e chutou em cima do goleiro árabe.

A imposição mexicana impediu a articulação de jogadas da Arábia Saudita. O contra-ataque foi a principal arma da companhia do Oriente Médio. Mesmo assim, a equipe criou oportunidades, mas não aproveitou em chute ruim de Kanno e cabeçada sem direção de Al-Hassan.

Confortável no duelo, mas inquieto com o resultado, o México seguiu em ritmo intenso até os acréscismos. Os comandos de Tata Martino tiveram 68% de posse de bola e 11 finalizações no primeiro tempo, mas foi para o intervalo com a sensação de não ter resolvido a parada.

Mas o que passou, passou. Quando a bola rolou na etapa final, o México afinou a orquestra ofensiva e balançou as redes no segundo minuto de jogo. Henry Martín aproveitou desvio na primeira trave e se esticou para empurrar para dentro da meta árabe. Foi o primeiro gol mexicano na partida e na Copa do Mundo. Depois que aprenderam o caminho, os aztecas não se desviaram mais. Quatro minutos após abrir a contagem, os latinos ampliaram com o golaço de falta em cobrança de Chávez.

Apesar da vitória parcial por dois gols de diferenças, ainda faltava uma bola na rede para os mexicanos assumirem a segunda colocação do grupo. Cientes disso, não diminuíram o ritmo. Aos 10’, Lozano marcou o terceiro, mas em posição flagrante de impedimento.

O mesmo enredo dramático foi seguido no gol Antuna. O atacante também foi acionado no ataque, mas adiantado à marcação. Na base do abafa e do tudo ou nada, a trupe comandada por Tata Martino tentou, mas não conseguiu. Esbarrou na falta de sorte, capricho e viu a classificação escapar por uma bola de diferença.

ACESSOS DA PÁGINA

contador de visitas online

JB NO YOUTUBE

INFORME V-LINK

ÁGUA LUCINDA

DISTRIBUIDORA LUCINDA

PASSAGENS AÉREAS

SUNDOWN PARK

PROVEDOR DE INTERNET

JB ASSSISTÊNCIA TÉCNICA

RUA PARAÍSO, 52 - COHAB

R. ARAGÃO

O QUE FOI NOTICIA

novembro 2022
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

MAIS LIDAS DO MÊS