Siga-nos nas Redes Sociais


MEIO AMBIENTE

Liderança da indústria brasileira desempenha papel importante para futuro sustentável, aponta CNI

Sob a liderança da CNI, o Brasil preside o B20, braço empresarial do G20. Encontros do grupo abordarão o progresso econômico, a melhoria das condições de vida e a minimização dos impactos das mudanças climáticas

Publicado

dia:

O Rio de Janeiro recebeu a reunião de líderes empresariais dos países que fazem parte do G20, grupo que reúne as principais economias do mundo, marcando o início dos trabalhos do B20 Brasil no último dia 29. Com a liderança da Confederação Nacional da Indústria (CNI), as discussões do B20 giram em torno de temas que tratam do avanço das economias, melhoria das condições de vida das populações e o enfrentamento dos impactos das mudanças climáticas. 

Os cinco pilares centrais apontados pelo grupo são:

  • crescimento inclusivo e combate à fome, à pobreza e às desigualdades sociais;
  • transição justa para zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa; 
  • aumento da produtividade por meio da inovação; 
  • resiliência das cadeias globais de valor; 
  • valorização do capital humano.

Esses pilares orientarão os trabalhos de oito forças-tarefas, visando desenvolver propostas de políticas públicas a serem apresentadas aos chefes de Estado e governos do G20.

O presidente da CNI, Ricardo Alban, afirmou que  é importante aproveitar que o mundo todo esteja falando da indústria e das críticas construtivas em relação à política industrial.

“O B20 é mais uma janela de oportunidades que nós temos para transformar a nossa indústria brasileira naquilo que o mundo está pedindo e naquilo que nós temos plena capacidade: entregar a indústria sustentável. É agregar valor à nossa manufatura para termos uma indústria mais sustentável, para que possamos fazer a nossa descarbonização em tempo hábil, concomitante ou até mesmo antes que o resto do mundo o faça, porque as vantagens competitivas das energias renováveis estão aqui conosco”, explica Alban.

As forças-tarefas vão atuar nas seguintes áreas: comércio e investimento; emprego e educação; integridade e conformidade; transformação digital; finanças e infraestruturas; sistemas alimentares sustentáveis e agricultura; mulheres, diversidade e inclusão nos negócios; transição energética e clima.

A partir de agora, os trabalhos do B20 Brasil são realizados virtualmente em cada uma das equipes de trabalho e no conselho de ação, sob a liderança de executivos brasileiros.

“Vamos aproveitar todas essas convergências, todas as oportunidades que o mundo e o Brasil estão tendo, para que a gente seja eficaz e eficiente, para obtermos os resultados que o Brasil precisa. À indústria, esse é o momento de fazer a virada de efetivamente registrado momento de industrialização”, conclui Alban.

O que é o G20

Fundado em 1999, o Grupo dos 20 (G20) é o principal fórum de cooperação econômica internacional composto pelas principais economias desenvolvidas e em desenvolvimento do mundo. São 19 países — Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, República da Coreia, México, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos  — a União Europeia e, a partir deste ano, também a União Africana. O G20 responde por cerca de 85% do PIB mundial, 75% do comércio internacional e 2/3 da população mundial.

Em 2010, foi criado o Business 20 — B20 — um mecanismo de diálogo oficial do G20 com a comunidade empresarial global. O Brasil é representado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) no âmbito do B20, que é um dos principais grupos do G20 e possui papel estratégico no crescimento econômico mundial.

Leia mais:

Indústria Verde: práticas industriais alinhadas à sustentabilidade impulsionam economia

Brasil assume presidência do G20 pelos próximos 12 meses; país também assume o B20

Pixel Brasil 61

ACESSOS DA PÁGINA

contador de visitas

Siga o JB no Facebook

JB NO YOUTUBE

V-LINK FIBRA

SUNDOWN PARK

Apresentação vCardPRO Digital

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 956 outros assinantes

MAIS LIDAS DO MÊS