Siga-nos nas Redes Sociais


DIVERSOS

O Golpe de WhatsApp mais comum no Brasil em 2022

Publicado

dia:

Atualmente é muito fácil entrar em uma conversa de WhatsApp depois de digitar um número de telefone aleatório. Afinal, ao contratar um plano de celular, você pode adquirir um novo número ou manter o antigo e, qualquer número de celular hoje em dia está conectado a um perfil do WhatsApp.

É por isso que, os chamados “golpes de roubo de identidade” estão se tornando cada vez mais comuns: eles sempre mostram um número estranho que afirma ser uma pessoa que conhecemos.

E não seja excessivamente confiante: ele fará o que for preciso para obter qualquer coisa, desde uma transferência de dinheiro até os dados privados do nosso telefone. Confira no texto a seguir o principal exemplo dos golpes de whatsapp mais comuns de 2022!

Golpes cada vez mais frequentes

Os golpes por SMS são tão comuns que certamente todos nós já recebemos mais de uma mensagem avisando que temos uma encomenda pendente para retirar, que nosso banco precisa das senhas para desbloquear a conta e dezenas de outras variantes desse tipo de golpe: personificar uma empresa ou instituição conhecida para nos enganar.

E a mesma coisa acontece no WhatsApp com as pessoas: quebrar a barreira do anonimato nos faz confiar na pessoa que fala conosco, mesmo que ela não pareça conhecida.

Para termos uma noção mais precisa de como o número de golpes aumentou nos últimos tempos, a PSafe, empresa líder em cibersegurança na América Latina, registrou, entre abril e maio deste ano, um aumento de mais de 350% no número de tentativas de golpe do PIX, em comparação com os meses de fevereiro e março no Brasil.

Equivale a quase sete mil tentativas deste golpe por dia, somente entre os meses de abril e maio.

Não se deixe enganar pela proximidade da mensagem

Os golpes de phishing aproveitam a familiaridade da linguagem para nos fazer confiar em quem está falando conosco do outro lado do telefone. E todos eles possuem o mesmo padrão, independentemente de recebermos comunicações por WhatsApp, e-mail ou SMS: eles usam uma linguagem próxima para demonstrar familiaridade com a vítima; sem oferecer dados específicos sobre as pessoas que eles representam.

Golpes fingindo ser mães e pais são comuns, assim como aqueles que fingem ser outros familiares e amigos para obter algum tipo de ajuda, geralmente financeira. Conforme relatado pela Polícia Civil, esse tipo de golpe por meio do WhatsApp está em plena expansão.

O método de ação é sempre o mesmo: os golpistas enviam uma mensagem amigável indiscriminadamente e aguardam até receberem uma resposta que lhes permita continuar com o golpe.

Costumam fingir ser o pai, a mãe, um amigo ou um parente distante seguindo este padrão:O número do WhatsApp que envia a mensagem não estará entre seus contatos: será desconhecido. Ele sempre vai fingir ser alguém próximo e que te conhece. A mensagem de gancho nunca especificará dados muito específicos.

Ele não vai dizer o nome da sua mãe ou o nome do seu amigo, por exemplo. É comum que contenha erros de ortografia que não correspondam à pessoa personificada.

O ideal é ignorar essas mensagens e bloquear o número: qualquer resposta implicará algum interesse por parte da pessoa fraudada; que permitirá ao golpista iniciar o processo.

É comum ele pedir dinheiro porque está com problemas financeiros, porque deixou a carteira e o celular em casa ou porque tudo o que carregava foi roubado.

O golpista tenta manter o personagem em todos os momentos até obter um número de conta, uma transferência, um PIX, as senhas bancárias ou qualquer outra informação privada. Você tem que ter muito cuidado para não cair na armadilha.

Se você quiser ter certeza, peça algumas informações que apenas a pessoa que você está representando saberia. Embora tenha em consideração que ao responder você permite que eles tentem enganá-lo novamente.

Lembre-se de que existe a possibilidade de alguém próximo a você ter realmente perdido o telefone e tentar entrar em contato com você pelo WhatsApp para solicitar ajuda. Nestes casos, é essencial analisar cuidadosamente a mensagem e contrastá-la com as comunicações habituais.

Ele escreve da mesma maneira, ele usa as palavras de sempre? Você pode até pedir uma selfie para ver como ele reage.De qualquer maneira, todo cuidado é pouco e um simples momento de confiança excessiva pode causar um prejuízo enorme na sua vida.

Fonte: https://comparaepoupa.com.br/blog/golpes-whatsapp/

ACESSOS DA PÁGINA

contador de visitas para sites

INFORME V-LINK

ÁGUA LUCINDA

DISTRIBUIDORA LUCINDA

PASSAGENS AÉREAS

SUNDOWN PARK

PROVEDOR DE INTERNET

JB ASSSISTÊNCIA TÉCNICA

RUA PARAÍSO, 52 - COHAB

R. ARAGÃO

MAIS LIDAS DO MÊS